Esporte

Segunda sessão de disputas do circuito sul-mato-grossense de boxe agita noite em Campo Grande

A próxima disputa acontece neste sábado, às 18h30

Foto: (Reprodução, FDBMS)

Acontece neste fim de semana a segunda etapa do Circuito Sul-Mato-Grossense, realizado pela FDBMS (Federação de Boxe de Mato Grosso do Sul). Ao longo dos dois dias de evento (sábado e domingo) acontecem 40 lutas no ginásio poliesportivo da Vila Almeida.

Segundo a entidade, o circuito serve de base para as definições das seleções estaduais masculina e feminina, visando a disputa do Campeonato Brasileiro, em Brasília – DF, no mês de junho.

A primeira disputa aconteceu neste sábado (4), às 10h. Mais tarde, às 18h30, acontece a segunda sessão. A terceira sessão está prevista para domingo (5), às 10h.

A expectativa de público, segundo a federação, é de até mil pessoas.

Próximas etapas

Estão confirmadas as participações de atletas de 16 academias ou associações, vindas de nove municípios: Campo Grande, Corumbá, Ponta Porã, Ladário, Sidrolândia, Aparecida do Taboado, Dois Irmãos, Dourados e Aquidauana.

Esta é a segunda de três etapas do Circuito, realizado em sistema de pontos corridos, cada vitória vale ao atleta 20 pontos e cada derrota vale 4 pontos. A primeira etapa aconteceu nos dias 6 e 7 de abril, no ginásio do Círculo Militar.

A terceira e última etapa está prevista para os dias 20 e 21 de julho.

O Circuito Sul-mato-grossense de Boxe possui apoio do Governo do Estado, por meio da Fundesporte (Fundação de Esporte de Mato Grosso do Sul) e da Prefeitura Municipal, por meio da Funesp (Fundação Municipal de Esporte).

Boxe em Mato Grosso do Sul

Segundo o vice-presidente da FDBMS, Marcelo Nunes, a modalidade apresenta crescimento em todo o Estado, com academias e associações. “A modalidade do boxe é muito fomentada em Mato Grosso do Sul, com equipes em diversos municípios, sendo que a Federação possui cerca de 400 atletas federados”, afirmou.

Ele afirma ainda que, em diversas categorias, os atletas locais podem competir de igual para igual com atletas dos principais centros do País.

“É o caso do Davi Brito, que foi medalha de bronze no campeonato Brasileiro; da Mônica Damásio, que é a terceira do ranking nacional; do Paulo Martins, que foi atleta profissional e agora está retornando para o boxe olímpico, além do Valdir Célio, do Muriel Pereira Nunes, Muriel Pereira, do Cleomar Soares, que são atletas que acredito que possuem chances de medalha no Brasileiro”, garantiu o vice-presidente.

Fonte: Midiamax.

Compartilhe
Desenvolvido por