Geral

Com mais três mortes confirmadas, Mato Grosso do Sul chega a 18 óbitos por dengue

Dos 79 municípios, 45 estão escalados com alta incidência de casos prováveis

Foto: (Nathalia Alcântara, Jornal Midiamax)

Com 15.744 casos prováveis de dengue em Mato Grosso do Sul e 7.402 casos confirmados, Mato Grosso do Sul chega a 18 óbitos, com mais três mortes confirmadas na última semana. Outras 11 permanecem em investigação.

Os dados são da SES (Secretaria Estadual de Saúde), divulgados através do boletim epidemiológico.

Nos últimos sete dias, o Estado registrou 822 novos casos prováveis da doença. O número, no entanto, está abaixo em relação aos registros da semana anterior, que apontavam 1.347 possíveis casos.

Dos 79 municípios, 45 estão escalados com alta incidência de casos prováveis.

Conforme registros do período nos últimos 14 dias, Juti lidera o ranking dos municípios com alta incidência da doença, seguido por Laguna Carapã, Antônio João, Itaquiraí, Vicentina, Iguatemi, Camapuã, Naviraí, Coronel Sapucaia, Ponta Porã e Douradina.

Já os óbitos registrados ocorreram nos municípios de Maracaju, Chapadão do Sul, Coronel Sapucaia, Dourados, Laguna Carapã, Naviraí, Sete Quedas, Amambai, Paranhos e Ponta Porã.

Perfil por faixa etária

O boletim epidemiológico aponta que a principal faixa etária com registros de casos prováveis de dengue no Estado é a de jovens entre 20 e 29 anos, com 18,22%.

Em segundo lugar estão os adolescentes entre 10 e 19 anos, que equivalem a 17,89% dos casos em análise.

Já entre os óbitos, a maioria das vítimas tinha 60 anos ou mais. Em 2024, 12 pacientes nessa faixa etária foram vitimados, a maioria com alguma comorbidade identificada.

Fonte: Midiamax.

Compartilhe
Desenvolvido por