Polícia

Suspeito de ser atirador que matou irmão de jogador do Fluminense em Dourados é preso

Marcus Vinícius Félix da Silva, de 23 anos, foi assassinado na noite do último dia 9 no Jardim Guaicurus

Foto: (Leitor Midiamax)

O atirador suspeito de matar Marcus Vinícius Félix da Silva, de 23 anos, irmão do goleiro Gustavo Félix, jogador do Fluminense, no Jardim Guaicurus, em Dourados, foi preso pela Polícia Civil nessa quarta-feira (15).

O crime aconteceu na noite da última quinta-feira (9) em um campo de futebol da cidade que fica a 225 quilômetros de Campo Grande, e a Justiça já tinha expedido um mandado de prisão contra o suposto atirador.

O suspeito, vulgo ‘Sanguinário’, de 24 anos, foi preso preventivamente na Vila Vargas quando tentava fugir para outra cidade nessa quarta-feira (15). Ele foi encaminhado ao SIG para prestar depoimento.

Testemunhas relataram à PM (Polícia Militar) que dois homens teriam chegado no campo de futebol em uma moto Biz, de cor vermelha. Em seguida, o garupa desceu e disparou diversos pelo menos quatro vezes contra Marcus e mais 13 vezes contra o imóvel ao qual a vítima tentou se esconder.

Após o crime, os suspeitos fugiram e o SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil iniciou diligências a fim de localizá-los. Na última segunda (13), um dos envolvidos foi identificado e preso, porém negou o crime. 

Os policiais também apontaram que a motivação para o assassinato teria sido uma rixa entre facções.

Relembre o crime

Um vídeo registrado por testemunhas mostra Marcus sendo perseguido antes de ser assassinado no campo de futebol, em Dourados.

O crime aconteceu por volta das 19h40 na Rua Tito Mello, próximo a um campo de futebol. As imagens mostram o momento em que o atirador – de blusa preta -, persegue a vítima e começa a desferir os disparos de arma de fogo, calibre .38.

Marcus era irmão do goleiro da equipe sub-17 do Fluminense. (Reprodução)

Os tiros o atingiram o meio das costas, ombro e região da lombar de Marcos Vinícius. Ele chegou a ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), porém, a caminho do hospital, sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Fonte: Midiamax.

Compartilhe
Desenvolvido por