São Gabriel do Oeste MS

São Gabriel do Oeste mapeia crianças não vacinadas contra Sarampo e Pólio no mês de julho

A Coordenação de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde de São Gabriel do Oeste realizará um mapeamento extensivo na cidade de 1 a 31 de julho de 2024. O objetivo é identificar crianças de 6 meses a menores de 5 anos que ainda não receberam as vacinas contra a poliomielite e o sarampo. Essa ação, promovida pelo Ministério da Saúde em todo o país, visa aumentar a cobertura vacinal e proteger a população infantil contra essas doenças.

De acordo com os registros das Salas de Vacinas das Unidades Básicas de Saúde e com base nos critérios técnicos do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), São Gabriel do Oeste deverá monitorar 140 crianças. Segundo a coordenadora de Vigilância em Saúde, Ilaine Marocco, as equipes visitarão os domicílios para verificar os cartões de vacina e, caso necessário, administrarão as doses em atraso.

Essa atividade, anteriormente conhecida como Monitoramento Rápido de Cobertura Vacinal (MRC), faz parte dos compromissos internacionais assumidos pelo Brasil para erradicar a poliomielite e eliminar o sarampo, conforme as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e suas Comissões Globais e Regionais.

Poliomielite

O Brasil não registra casos de poliomielite desde 1990 e, em 1994, recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a certificação de país livre da circulação do Poliovírus Selvagem (PVS). Desde então, é crucial que o país mantenha altos níveis de cobertura vacinal para preservar este status.

Sarampo

O sarampo, uma doença em processo de eliminação, teve seu vírus reintroduzido no Brasil em 2018 devido às baixas taxas de vacinação. Como resultado, houve uma disseminação significativa da doença, levando o Brasil a perder a certificação de “área livre do vírus do sarampo” em 2019. Entre 2019 e 2022, foram confirmados 29.712 casos de sarampo no país, com o último caso em junho de 2022. Não houve casos confirmados em 2023, mas em janeiro de 2024, um caso importado foi registrado. Atualmente, o Brasil está classificado como “pendente de reverificação”.

A participação da comunidade é fundamental para o sucesso deste mapeamento e para assegurar a proteção das crianças contra essas doenças. A Prefeitura de São Gabriel do Oeste e a Secretaria Municipal de Saúde contam com a colaboração de todos para garantir que nossas crianças estejam imunizadas e protegidas.

Fonte: Prefeitura Municipal de São Gabriel do Oeste.

Compartilhe
Desenvolvido por